Compartilhar

Editoras brasileiras na Feira de Guadalajara

Editoras brasileiras na Feira de Guadalajara

Expectativa é de atingir U$ 360 mil em exportação de direitos autorais e livros físicos durante o evento

A Feira Internacional do Livro de Guadalajara, que segue com a sua programação até o próximo dia 3, todos os anos, oferece oportunidades de negócios para as editoras brasileiras participantes por meio do projeto Brazilian Publishers. Como no ano passado, o estande brasileiro estará integrado com o estande do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e conta com 14 editoras brasileiras de diferentes segmentos. Segundo o presidente da CBL, Luís Antonio Torelli, o balanço positivo registrado na Feira do Livro de Frankfurt deste ano reforça a expectativa das editoras brasileiras com relação ao sucesso do evento em Guadalajara. “Nossa expectativa é atingir US$ 360 mil em exportação de direitos autorais e livros físicos realizados durante o evento e previstos para os próximos 12 meses”, destaca. Hoje e amanhã (29), Mariana Warth da Editora Pallas, uma das empresas apoiadas pelo Brazilian Publishers, participará das mesas Fórum de design editorial internacional e Encontro de editores infantis e juvenis que fazem parte da programação oficial do evento.

Além disso, a Feira contará com mais uma edição do Projeto Destinação Brasil, no qual os autores Bernardo Carvalho e Miguel Sanches Neto, a convite do Brazilian Publishers, serão responsáveis por retratar a diversidade do País em debates durante o evento. A editoras brasileiras que estarão presentes este ano na Feira de Guadalajara são: IMEPH, FTD, Pipoca, Ubook, Edusp, Global, Melhoramentos, Callis, Sesc, Pallas, Editora do Brasil, Cortez e Sesi/Senai SP. A Liga Brasileira dos Editores (Libre) também seguiu para o México com uma delegação que participa da Feira de Guadalajara. Entre eles estão Camila Perlingeiro (Pinakoteque e Memória Visual), Raquel Menezes (Oficina Raquel) e Juliana Flores (Aletria).

 

 

 

PUBLISHNEWS, REDAÇÃO, 28/11/2017

voltar